quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

estrutura do dna: por kamerman








Estrutura do DNA
O DNA é formado de ácido desoxirribonucleico. As fitas de DNA são longos polímeros formados por milhões de nucleótidos ligados uns aos outros. Individualmente, os nucleótidos são bastante simples, consistindos de três partes distintas:
Uma das quatro bases azotadas
Desoxirribose (um açúcar de 5 carbonos)
Um grupo fosfato
A imagem abaixo mostra uma representação simplificada de um nucleótido. P representa a molécula de fosfato, S representa o açúcar (desoxirribose), e B representa uma das quatro bases azotadas.
A estrutura do grupo fosfato é mostrada abaixo.
1.Bases Azotadas
As quatro bases azotadas são:
Adenina
Guanina
Citosina
Timina
A denominação dos nucleótidos depende da base azotada que o compõe. O nome dos quatro nucleótidos do DNA são adenina, guanina, citosina e timina. Eles serão referidos como A, G, C, e T respectivamente.
Adenina e guanina são classificadas como purinas, pois elas são moléculas compostas por dois anéis. Citosina e timina são classificadas como pirimidinas pois elas são moléculas formadas por um único anel. Diagramas estruturais das quatro bases são mostradas na tabela abaixo
Nome do nucleótido
Adenina
Guanina
Timina
Citosina
Base
Adenina (A)
Guanina (G)
Timina (T)
Citosina (C)
Purina/Pirimidina
Purina
Purina
Pirimidina
Pirimidina
Estrutura Química *
Representação Simplificada
Base
Adenina
Guanina
Timina
Citosina
* C = Carbono, N = Azoto, O = Oxigénio. Uma única linha entre os átomos representa uma ligação simples. Duas linhas entre os átomos representam uma ligação dupla.
Uma purina se liga a uma pirimidina no DNA para formar um par de base. Adenina e timina ligam-se uma à outra para formar um par de base A-T. Igualmente, guanina e citosina ligam-se uma à outra para formar um par de base G-C. As bases permanecem unidas por fracas pontes de hidrogénio, e são estas pontes de hidrogénio as responsáveis pela manutenção da estrutura de dupla hélice do DNA. Uma imagem ilustrando como os pares de base se unem por pontes de hidrogénio é mostrada abaixo (As linhas azuis representam as pontes de hidrogénio).


2. Desoxirribose
Desoxirribose é um açúcar de cinco carbonos, e para compreender inteiramente muitos dos conceitos que serão apresentados a seguir é preciso conhecer a estrutura da desoxirribose. Uma representação visual do açúcar e como se relaciona com os outros dois componentes de um nucleótido é mostrada na figura abaixo.
Os carbonos da desoxirribose são numerados sequencialmente da direita para a esquerda. O primeiro carbono é 1' (lê-se como um linha), o segundo é 2' (dois linha), e assim sucessivamente. A base azotada liga-se ao carbono 1', e o grupo fosfato ao carbono 5'. O nucleótido abaixo é ligado covalentemente ao carbono 3'. Isto permite que uma longa fita seja construída. Um exemplo de uma fita única de DNA é mostrada abaixo.
Ao invés de sempre ver um diagrama molecular enorme de uma fita de DNA, o que vemos frequentemente é uma sequência de letras, tais como " ATCTTAG ". Esta sequência representa que bases estão em um determinado lado de uma fita de DNA. A sequência acima (ATCTTAG) representa a fita: adenina-timina-citosina-timina-timina-adenina-guanina."
O DNA tem duas fitas. Os nucleotídeos que estão em uma fita, correspondem à sequência dos nucleótidos da outra fita devido à maneira como ocorre o emparelhamento das bases (A com T, G com C). As duas fitas são complementares. Elas não são idênticas, mas se complementam perfeitamente.
Além disso, deve-se notar que as duas fitas são antiparalelas. Isso significa que correm em sentidos opostos. Uma fita começa com 5' e termina com 3' enquanto a outra começa com 3' e termina com 5'. Por convenção a fita de sentido 5' --> 3 ' é colocada na esquerda num desenho bidimensional. A figura abaixo dá um exemplo visual deste conceito e também mostra como as fitas são complementares.

1 comentário:

antonio disse...

Muito bem! É assim mesmo.
Boa, boa...